Existem crianças fáceis e difíceis?

khalaó | Blogue

Para responder a essa pergunta, precisamos pensar um pouco sobre apego e temperamento.

A regulação das emoções das crianças pelos cuidadores não se dá no vazio. O bebê não é uma mente em branco. Há uma complexidade de tendências de comportamento que vão emergindo em função do cuidado que vai se oferecendo a ele e simultaneamente o sistema de estresse se adapta ao seu temperamento.

Existem crianças fáceis e difíceis?

Poderia se dizer que sim. Quais seriam as crianças fáceis?

 – As que são fáceis de acalmar, que nos fazem sentir recompensadas ao oferecermos nossos cuidados

 – Não demandam muita atenção

 – Buscam prazer de baixa intensidade

 – Carinhosas, que gostam de abraços

O bebê que chora muito por outro lado ativa o nosso sistema de estresse. Desde o nosso cansaço, impotência, nos contagia pela sincronia mãe-bebê e nossas habilidades para regular o estresse dele são menores. Tudo se torna complexo. Tendemos a nos sentir culpadas. “Como assim não amo meu filho?”

O acolhimento das dificuldades parentais durante a primeira infância, incluindo a identificação das tendências de temperamento da criança se tornam então fundamentais.  Só assim podem ser desenvolvidas as melhores estratégias de cuidado  e interação em cada caso, tendo em vista a auto-regulação emocional da criança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *